top of page

Está não é a sua vida (1991)


Jamais abrirei mão da mitologia negra para dizer:

EU Ñ PAREÇO COM VOCÊ!

Há uma tomada de posição nessa afirmação, assim, eu determino quem são meus pares, quem são os indivíduos que alimento afinidades criativas e similaridades na forma de encarar à vida. Esta é a linha de pensamento que adotei nos meus anos de graduação em Design — Comunicação Visual na Pontifícia Universidade Católica (PUC-RIO). De fato, foi preciso muita força para me fazer presente e produtivo naquele espaço e agora vivendo os últimos minutos dessa história particular é inevitável não fazer uma reflexão sobre as experiências vividas.

A jornada do herói é feita de altos e baixos (castelos e ruínas), ainda mais quando o herói é um negão com estica de artista de berço, e nesse caminho encontrei pedras, flores, amores, haters, amigos e alguns mestrxs que me inspiraram ser cada vez mais apaixonado pelos processos artísticos. Ali acessei ferramentas para configurar objetos estéticos e ainda mais, projetar/induzir as sensações por meio deles; aprendi estabelecer diálogo com pessoas diversas me valendo de certo olhar empático e descobri minha habilidade para organizar à informação enquanto dado visual para diferentes mídias: texto impresso ou na web, desenho de letra, luz e cor, mil tratamentos de imagem, ilustração, audiovisual, sinalização, infografia e outras coisas mais.

O herói em questão, deixou de ser o menino que copiava mangá no fundo da sala, passou a ser o rapaz que pintava na rua e agora tornou-se um programador visual/editor de arte conhecedor de processos de impressão, softwares, linguagens visuais e principalmente metodologias em Design que lhe permite criar qualquer coisa, desde uma festa de 15 anos até desenvolver uma id_visual corporativa cheias de aplicações complexas.

Design é igual a pensamento sistêmico e a intenção sempre será a mãe da retórica, por isso, peço que continuem acompanhando essa história particular pois eu não tenho dúvidas que o final será feliz tão quanto os contos de fada: uma estante de livros de arte e romances, crianças e animais de estimação correndo no quintal, o jornal do dia e suco de laranja no café da manhã para garantir total hidratação. Aquela fé !!!

__________________________________ (2013–2021)

28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page